AEROPORTO DE COPENHAGA Copenhaga, Dinamarca Início Produtos Serviços D+H Group Contactos Referências Dicas Técnicas
PORQUE É NECESSÁRIO O SISTEMA LSC? 
A CAIXA DO ELEVADOR E O EFEITO CHAMINÉ
Actualmente as coberturas e as fachadas dos edifícios têm características térmico  isoladoras muito boas. Os vidros com ótimos coeficientes térmicos e as janelas  hermeticamente seladas são hoje em dia comuns, e os sistemas de aquecimento através  da recuperação do calor já não são uma raridade. Os regulamentos RSECE (Regulamento dos Sistemas Energéticos e de Climatização dos  Edifícios) e RCCTE (Regulamento das Características de Comportamento Térmico dos  Edifícios) vieram sensibilizar e alterar a forma de construir em Portugal, através de  parâmetros como a criação de um limite máximo no consumo de energia (em particular  para a climatização) e de um limite para os coeficientes de transmissão térmica da  envolvente do edifício, com o intuito adicional de reduzir e otimizar as pontes térmicas.  No fundo, a intenção global é aumentar o conforto interior de qualquer edificação, com  um recurso cada vez mais controlado e minimizado das energias não renováveis.  Mas um facto é que ainda hoje as caixas dos elevadores são construidas com uma  abertura permanente no seu topo (orifício de ventilação exigido pela legislação em vigor  para a instalação destes equipamentos - NP EN 81-1, com a área mínima de 1% da  secção horizontal da caixa).  Esta abertura permanente constitui uma lacuna no isolamento  térmico do edifício, pelo  qual o calor é constantemente dissipado. O efeito chaminé da caixa do elevador e as  folgas das portas de acesso aos pisos asseguram que o desperdício de energia seja  altamente eficiente! O Sistema LSC para Desenfumagem e Ventilação das caixas dos elevadores elimina esta lacuna sem reduzir a Segurança ou o Conforto. Se, por exemplo, as 650,000 caixas de  elevadores existentes na Alemanha fossem reformuladas, evitavam-se anualmente  perdas de calor no valor de, aproximadamente, 20 milhões MWh.  
LSC - LIFT SMOKE CONTROL
Controlo de Fumos  nos Elevadores
COMO FUNCIONA O LSC?
Com este sistema a ventilação da caixa do elevador pode ser controlada individualmente,  de acordo com as condições climatéricas e os requisitos específicos do edifício. Através de uma central e de um vão de desenfumagem / ventilação com um atuador elétrico, o  sistema LSC poderá ainda estar ligado ao sistema de gestão centralizada do edifício,  controlando a abertura desse vão consoante a estação do ano e a hora do dia.  Em caso de incêndio o sistema LSC tem a vantagem de monitorizar a totalidade da caixa,  detetando a existência de fumo. O vão de desenfumagem no topo da caixa é acionado  através do atuador elétrico, fazendo assim a rápida evacuação do fumo.   Este sistema permite ainda programar a paragem do elevador em caso de incêndio no  piso de referência (piso de saída de emergência), tal como é exigido pela Portaria  n.º1532/2008 - Regulamento Técnico de Segurança Contra Incêndio em Edifícios (RT-  SCIE).  No entanto, se os detetores de fumo desse piso derem o alerta, o sistema pode ter  programado um segundo piso de referência para evacuação.  Desta forma é garantida uma evacuação segura em caso de incêndio. 
DOWNLOADS